De Olho nas Atualidades – 1ª Semana de Junho

Tempo de leitura: 4 minutos

1ª Semana de Junho

Olá, concurseiros! Viramos o mês! E hoje o apanhado é da primeira semana de junho!

Então, vamos às notícias:

Brasil

Política

De olho nas atualidades 6

– O ex-presidente Lula prestou depoimento por videoconferência como testemunha de defesa do ex-governador do RJ Sérgio Cabral em processo que apura compra de votos para que o Rio fosse escolhido como cidade-sede da Olimpíada 2016. Lula negou saber de qualquer negociata e defendeu o ex-presidente do Comitê Olímpico, que chegou a ser preso na investigação.

– Com o pedido de quebra de sigilo feito ao ministro Edson Fachin, a PF pretende rastrear telefonemas de Temer e dos ministros em data próxima a um encontro na residência oficial de Temer, onde teria sido acertado o pagamento pela Odebrecht, em 2014. Entretanto, o ministro negou a quebra do sigilo telefônico do presidente Michel Temer, mas autorizou a medida para os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, ambos do MDB.

– Em outro inquérito, sobre os portos, a PF viu indícios de que Temer recebeu mesada de R$ 340 mil na década de 1990 de empresas que teriam se beneficiado pela edição de decreto de 2017 em troca de propina.

– O inquérito sobre o senador Aécio Neves que apura suspeita de fraude na construção da sede do governo de MG chegou à 1ª instância, depois que o STF restringiu o foro privilegiado de parlamentares.

– Por 8 votos a 2, o STF derrubou o voto impresso nas eleições de 2018. A maioria dos ministros concordou com argumentos da PGR, que apontou ameaça ao sigilo do voto.

De olho nas atualidades 6

– O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, que também é ministro do STF, afirmou que a Justiça irá “remover imediatamente” notícias falsas publicadas para denegrir candidaturas. Em uma decisão inédita, o TSE mandou tirar do ar notícias apontadas como falsas pela pré-candidata à Presidência Marina Silva, da Rede.

Condução Coercitiva

De olho nas atualidades 6

O ministro Gilmar Mendes votou pela proibição das conduções coercitivas determinadas pelo Judiciário para a realização de interrogatórios. Ele é relator de ações apresentadas pelo PT e pela OAB contra esse tipo de medida e argumentou que o artigo do Código de Processo Penal que permite as conduções é incompatível com a Constituição.

 

Ataques em Minas Gerais

Em Minas Gerais, estão ocorrendo uma série de ataques a ônibus e veículos do sistema prisional e da prefeitura. O governo estadual afirmou que a ordem para os ataques no estado veio de uma facção criminosa que atua no país.

Preço do Diesel

Após a greve dos caminhoneiros, as distribuidoras de combustíveis afirmam que o desconto de R$ 0,46 no diesel prometido pelo governo só chegará às bombas se os estados baixarem o cálculo do ICMS. Segundo a entidade que representa as distribuidoras, o governo não foi transparente ao anunciar a redução do preço, e o desconto real nos postos é de R$ 0,41.

Economia

– Mesmo com forte intervenção do Banco Central, o dólar subiu e chegou a R$ 3,96, influenciado pelo movimento no exterior e pelo cenário político local. Após essa alta, o Banco Central intensificou a atuação no mercado de câmbio, conseguindo fazer com que o dólar caísse para R$ 3,70; sendo a maior queda diária dos últimos 10 anos.

Mundo

– O Vulcão de Fogo entra em erupção na Guatemala, mantando 62 pessoas.

– O Brasil e mais seis países propuseram começar o processo de suspensão da Venezuela da Organização dos Estados Americanos (OEA) por ruptura da ordem democrática. No mês passado, Nicolás Maduro foi reeleito presidente em votação marcada por denúncias de fraude, boicote da oposição e alta abstenção.

– O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, disse que a Coreia do Norte confirmou sua disposição para se desnuclearizar e acrescentou que este é o único resultado que o presidente Donald Trump aceitará na negociação com Pyongyang.

De olho nas atualidades 6

– Chefes de estado dos países mais ricos do mundo se reúnem no Canadá para a cúpula do G7. O encontro entre líderes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido deverá ser marcado pelo isolamento de Trump, que recentemente anunciou medidas de restrição comercial que afeta seus principais aliados no Ocidente.

– E em meio a tantas notícias ruins, o último país que proibia mulheres de dirigir, a Arábia Saudita, começou a emitir carteiras de habilitação para elas, sendo um grande avanço nos direitos das mulheres!

De olho nas atualidades 6

E estas foram as principais notícias que repercutiram nesta primeira semana de junho!

Bons estudos e até a semana que vem!


LEIA MAIS:

⇒ De olho nas atualidades – 1ª semana de maio

⇒ De olho nas atualidades – 2ª semana de maio

⇒ De olho nas atualidades – 3ª semana de maio

⇒ De olho nas atualidades – 4ª semana de maio

⇒ De olho nas atualidades – 5ª semana de maio

Summary
Review Date
Reviewed Item
De olho nas Atualidades - 1ª Semana de Junho
Author Rating
51star1star1star1star1star

Deixe um Comentário

Comentários